Frentes de atuação

Clique em cada bloco para visualizar, em detalhes, a atuação efetiva de Rollemberg em pouco mais de três anos.

Se preferir, veja as realizações por região clicando aqui.

 

Corumbá IVEstação Bananal

A gestão Rollemberg está deixando legados para a cidade e para todas as gerações. A exemplo da maior obra de captação de água do Brasil, a de Corumbá IV, que ficará pronta até o fim deste ano e vai garantir distribuição de água para todos. Rollemberg entregou o Subsistema Produtor de Água do Bananal e a captação emergencial de água do Lago Paranoá, que elevaram a capacidade de captação de água a 11.576 litros por segundo.

Conheça os principais investimentos e decisões que garantiram o fim do racionamento
em todo o Distrito Federal:

  • Destinados R$ 520 bilhões em investimentos em obras estruturantes
  • Sistema Produtor de Água Corumbá IV
    • Consórcio DF e GO
    • Obra retomada sem crise hídrica instalada, no primeiro mês do governo
    • Entrará em operação gradativa até produzir 5,6 mil litros/segundo, repartidos entre DF e GO
    • Investimentos da CAESB: R$ 275 milhões
  • Subsistema Produtor de Água do Ribeirão Bananal: 700 l/s a mais, investimento de
    R$ 19 milhões.
  • Estação de Tratamento de Água do Lago Norte: 700 l/s a mais, investimento de R$ 45
    milhões.
  • Interligação de sistemas: transferência de água do sistema Torto/Santa Maria,
    reforçando o abastecimento em áreas até então atendidas pelo Descoberto.
    Investimento: R$ 12 milhões.
  • Economia de 74,1 l/s com a adoção de 338 planos de manejo de irrigação (572
    produtores capacitados) e a substituição de 90 ha de irrigação convencional para
    sistema de irrigação poupador de água.
  • Economia de 79,63 l/s com revitalização de canais de irrigação (10,7 km na Bacia do
    Alto Rio Descoberto, 2,5 km no Canal do Rodeador e 6 km em outras bacias) e o
    revestimento de 91 reservatórios na área rural.
  • Outras medidas: 38 km de estradas rurais revitalizadas, 260 bacias de retenção
    construídas, 107 hectares de terraceamento.
  • Medidas de redução de perdas: troca de mais de 200 mil hidrômetros no DF,
    instalação de 300 válvulas redutoras de pressão, obras de setorização e adequação das
    redes de água em 24 localidades do DF. Investimento: R$ 170 milhões.
  • As perdas diárias por ligação caíram de 381 litros em 2015 para 313 litros no ano
    passado, superando a meta de 2017 da companhia que era de 349 litros por dia e por
    ligação

CEU das Artes Recanto das Emas Espaço Cultural Renato Russo

A valorização da cultura foi destaque durante todo o governo Rollemberg. Na gestão dele foi registrado o maior investimento do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), com a destinação de R$ 112,7 milhões em 1.089 projetos culturais. Rollemberg sancionou a Lei Orgânica da Cultura (LOC), que trouxe menos burocracia e mais entretenimento para todo o Distrito Federal. Sua gestão também foi o responsável pela reabertura do Espaço Cultural Renato Russo e do Centro de Dança. E seguirá assim: valorizando a cultura como instrumento de cidadania!

Confira outras realizações para a Cultura do DF:

Fundo de Apoio à Cultura – FAC

  • Avanços no modelo de gestão: construção colaborativa de editais e redução do passivo de prestação de contas.
  • Investimento recorde em três anos: R$ 112,7 milhões em 1.089 projetos culturais.
  • FAC Regionalizado investiu quase R$ 23 milhões na descentralização de atividades
    culturais.

Lei Orgânica da Cultura

  • Instrumento avançado de política cultural.
  • Simplifica, desburocratiza e uniformiza legislação.
  • Plano de Cultura: diretrizes e ações para 10 anos.

Lugar de Cultura

  • Teatro Nacional: reaberto o Foyer para visitação e eventos, reformas das salas serão fracionadas e em parceria com a sociedade civil.
  • Reforma de Espaços Culturais: reabertos o Espaço Renato Russo e o Centro de Dança.
  • Lançamento do Parque Audiovisual.

Complexo Cultural

  • Samambaia: Obras 90% concluídas.
  • Planaltina: Obras finalizadas, em fase de compra dos móveis.

CEU DAS ARTES

  • Recanto das Emas: quadra poliesportiva coberta, biblioteca, salas multiuso, telecentro, pista de skate, anfiteatro, parque infantil, sala para centro de convivência e vestiários. O investimento foi de R$ 1,3 milhões.
  • QNM 28 (Ceilândia): espaço com 7 mil m², biblioteca, auditório, quadra poliesportiva,
    pista de skate, equipamentos de ginástica.
  • QNR 2 (Ceilândia): espaço com 3 mil m² (em construção).

Carnaval de rua, um dos 10 maiores do país: 1,5 milhão de foliões, em 2017, e 750
mil, em 2018.

Identidade Social

O nosso governo trabalhou para propor e implementar políticas de direitos humanos para a população do Distrito Federal. Conseguimos realizar entregas esperadas e prometidas por muitos outros governos, entre elas, a regulamentação da Lei Anti-Homofobia.

Confira os avanços:

  • Garantia do nome social em todos os órgãos do Distrito Federal
  • Reconhecimento da identidade de gênero de pessoas trans na Administração Pública direta e indireta do Distrito Federal
  • Implantação do Comitê Intersetorial LGBT e do Conselho Distrital LGBT
  • Regulamentação da Lei Anti-Homofobia após 17 anos da aprovação
  • Criação do Comitê de Diversidade Religiosa
  • 3.256 atendimentos na Gerência de Oportunidades de Trabalho e Emprego
  • Implementação do Fundo dos Direitos do Idoso do Distrito Federal
  • Regulamentação do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal – CODDEDE
  • Reativação do Comitê Intersetorial de Acompanhamento da Política para
    Inclusão Social da População em Situação de Rua do Distrito Federal –
    CIAMP/RUA

Em quase quatro anos de governo, Rollemberg conseguiu melhorias para o ambiente econômico do Distrito Federal. Ao arrumar a casa, garantiu pagamento dos servidores em dia, todos os meses; pagamento de fornecedores e prestadores com regularidade; quitação de dívidas antigas e, sobretudo, investimentos em obras para quem mais precisa.

Confira outros feitos que impulsionaram a economia da capital:

  • Fundo de Apoio à Pesquisa:
    • Investimento recorde em tecnologia e inovação: R$ 214,9 milhões desde 2015
    • 48 editais lançados de 2015 até o momento
  • Criação do Parque Tecnológico BioTIC
    • Parceria com a Embrapa para atrair 1,2 mil empresas
    • Potencial para geração de mais de 25 mil empregos diretos
    • Estímulo à cooperação e à geração de negócios entre empresas e centros de pesquisas
    • Estimulo à criação de Startups
  • Menos burocracia
    • Simplifica PJ: todos órgãos em um só lugar
    • RLE: abertura de empresas de baixo impacto
    • [email protected]: abertura, alteração e baixa de empresas mais ágil
    • Pequenos Reparos: MEI em escolas públicas
    • Pró-DF: regularização de pendências de benefícios
  • Feiras:
    • Entrega de 3.681 termos de autorização de uso a feirantes, regularizando a situação
      dos comerciantes até realização de licitação. O DF tem 29 feiras livres e 36 feiras
      permanentes. Passaram por cadastramento, feiras de 14 regiões administrativas
      (Brazlândia, Ceilândia, Cruzeiro, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Riacho Fundo I, Samambaia, São Sebastião, Sobradinho, Sobradinho II, Taguatinga)

ECONOMIA EM NÚMEROS

  • Convalidação de benefícios fiscais beneficiou ambiente de negócios e segurança jurídica.
  • Aumento real de 4,28% da arrecadação (jan-abril/2018 comparado a igual período/2017): inovações tecnológicas + melhores processos de trabalho e sem aumento da carga tributária.
  • Aumento de 10,14% na arrecadação do IPTU, IPVA, ITBI, ITCD (jan-abril/2018 comparado a igual período/2017), basicamente por cobrança administrativa.
  • Realinhamento das receitas permitiu pagar em dia salários dos servidores (inclusive 13.º), antecipar salário para o primeiro dia útil de cada mês, pagar fornecedores e movimentar a economia.
  • R$ 52 milhões a mais de IPTU, após georreferenciar 220 mil imóveis com diferenças de áreas informadas.
  • Pró-Rural/DF-RIDE: redução da carga tributária de 12% para 2,4% e de 17% para 3,4%, dependendo da venda realizada.
  • Regime Especial para Atacado, Indústra e Distribuidores: alíquota reduzida para 12%.
  • Substituição Tributária de ICMs: permite pagamento do imposto na venda dos produtos, em vez de antecipado na entrada do DF.
  • Retirada de produtos cosméticos da lista de substituição tributária.
  • Redução da carga tributária do ICMs a 7% para produtos da cesta básica (arroz, feijão, macarrão espaguete comum, óleo de soja, farinha de mandioca e de trigo, açúcar e carne bovina, bufalina, caprina, ovida e suína).
  • Adoção do RLE Digital: abertura, registro de inscrição, alteração/baixa e licenciamento de empresas no DF de forma mais ágil e integrada.
  • Sorteio do Programa Nota Legal, incentivo à regularidade fiscal: 12.600 prêmios (de R$ 100 a R$ 500 mil), no primeiro sorteio em 2017.

Inauguração de creches Inauguração de creches

O governo Rollemberg priorizou a educação desde o primeiro momento do mandato.
Desde 2015, mesmo em um ambiente de desequilíbrio econômico e financeiro, foi
possível colocar em prática grandes feitos, como a universalização da educação infantil
para crianças de 4 e 5 anos. A garantia do atendimento integral da demanda de vagas
pelo telematrícula e a entrega de 27 novas creches fazem parte de uma série de
investimentos valorosos para crianças e adolescentes. Muito ainda será feito!

Confira importantes entregas feitas, desde 2015, para a população do Distrito Federal:

PRINCIPAIS OBRAS

  • Inauguração de 9 Centro Interescolar de Línguas – CIL nos últimos três anos, elevando
    a 17 o número de centros. Número de estudantes passou de 33.955 para 44.638 em
    cursos de inglês, espanhol, francês, alemão e japonês
  • Inauguração de 26 Centros de Educação da Primeira Infância

 

  • Escolas Reconstruídas:
    • Centro Educacional 07 da Ceilândia
    • Escola Classe Verde do Riacho Fundo
    • Centro de Ensino Fundamental 01 do Planalto
  • Implantação
    • Centro Educacional 01 de Brasília
  • Reformas
    • Laboratório de Informática e Biblioteca na Escola Classe Café sem Troco
      Escola Classe 01 do Porto Rico – Santa Maria
  • Criação de Unidades Escolares:
    • Escola Classe 06 do Paranoá
    • Centro Educacional 01 de Brasília
    • Centro de Educação Profissional Articulado do Guará
    • Escola Classe 68 da Ceilândia
    • Centro de Ensino Fundamental 03 da Estrutural
    • Escola Classe 502 de Samambaia
    • Escola Comunidade de Aprendizagem do Paranoá
    • Inaugurada Escola Classe Guariroba
    • Reaberta Escola Classe 01 da Estrutural
    • Construído o Centro de Ensino Fundamental Queima Lençol
    • Construção de muros nas unidades escolares

EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Abertura de mais de 6 mil vagas para crianças de 0 a 3 anos e de quase dez mil para 4 e
    5 anos em 2018, comparado a 2014.
  • 26 Centros de Educação de Primeira Infância (CEPIs) e 6 Centros de Educação Infantil
    (até agosto serão entregues mais 3 CEPIs e 2 CEI).
  • 338 novas turmas para a educação infantil no DF = 7 novas turmas por mês e
    praticamente 2 novas turmas por semana
  • 58 creches conveniadas
  • Universalização da educação básica para crianças de 4 e 5 anos, com atendimento
    integral da demanda pelo 156. Nessa faixa etária, 47.203 crianças matriculadas em
    unidades escolares públicas e instituições parceiras em 2018 (26,22% a mais do que
    em 2015)
  • 15.287 crianças de 0 a 3 anos atendidas em unidades escolares públicas e instituições
    parceiras em 2018 (57,45% a mais do que 2015). Brazlândia é a primeira região
    administrativa com todas as crianças (6 meses a 6 anos) na escola

TRANSPORTE ESCOLAR

  • 61.935 mil estudantes atendidos, majoritariamente de áreas rurais, onde não há
    transporte público coletivo
  • 59 veículos do transporte escolar fazem 1,6 mil itinerários. Desses, 518 são de
    empresas terceirizadas. Outros 141, de propriedade da secretaria, são usados para o
    transporte de alunos da educação especial e da integral.
  • O transporte escolar acessível (para alunos com deficiência ou mobilidade reduzida) é
    ofertado sob demanda

Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF) = autonomia financeira às escolas públicas para realização de pequenos reparos

CAPACITAÇÃO

  • #BoraVencer: 22 aulões e 3 cursos intensivos para 37 mil estudantes (cerca de 2 mil
    aprovados na UnB, Escs, IFB)
  • #BoraVencer Profissionalizante: 3.500 jovens (assistente administrativo, organizador
    de eventos, atendente de consultório médico e dentário, maquiagem e design de
    sobrancelha, mecânica, robótica, programador de aplicativo Android e webdesigner).
  • #BoraVencer Concursos: dois aulões para 5 mil jovens (400 aprovados no concurso
    de professor temporário e cerca de 1 mil, de efetivo da Secretaria de Educação).
  • Por Dentro dos Exames de Ensino Médio facilitou o acesso de alunos da rede pública
    às universidades: 43,4% das vagas do PAS em 2017, na primeira chamada.

REDE PÚBLICA

  • Cerca de 30 mil professores
  • 460 mil alunos
  • 673 escolas
  • 53.833 estão na educação integral em 327 escolas
  • Carência Zero de Professores
  • Nomeação total de 2.140 professores, 52 orientadores e 412 servidores da carreira
    assistência

MORADIA, REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA E ENTREGA DE ESCRITURAS

Regularização fundiária, combate à grilagem, entrega de escrituras e entrega de unidades habitacionais para a população de baixa renda.

Venda direta: foram iniciados o processo de regularização do Trecho 3 de Vicente Pires, Etapa 2 do Jardim Botânico e Ville de Montagne. Até agosto foram disponibilizados quase 5 mil lotes para regularização. A Terracap recebeu adesão de 87,5%, totalizando 4.325 propostas, que no momento estão sendo analisadas para posteriormente os proprietários assinarem a escritura de compra e venda;

– O primeiro local a ser comercializado será o condomínio Solar de Brasília, no Jardim Botânico, com 1.230 lotes. Em seguida, será a segunda fase da Etapa II do Jardim Botânico, que engloba os moradores dos condomínios Jardim Botânico I, Jardim Botânico VI, Estância Jardim Botânico I e II, Mirante das Paineiras, Parque e Jardim das Paineiras. Nesse local serão disponíveis 200 lotes. Por fim, os 100 lotes restantes serão distribuídos entre os condomínios da Etapa I do Jardim Botânico: San Diego, Portal do Lago, Mansões Califórnia e parte do Estância Jardim Botânico.

O edital de convocação para a venda direta ocorrerá no prazo de 30 dias;

  • Nós fizemos o maior programa de regularização fundiária da história, com a entrega de 63 mil escrituras. É mais do que todos os outros governos anteriores juntos.
  • Entrega de Unidades Habitacionais: Cerca de 12 mil unidades habitacionais entregues. Até o fim da gestão a previsão é entregar mais 3.500 e ter iniciado a construção de outras 11.800;
  • Eixo Lote Legal: Mais de 500 lotes entregues em áreas urbanizadas e regularizadas, incluindo realocação das famílias afetadas pelas obras do Sol Nascente e Buritizinho, além de famílias em situação de vulnerabilidade social;

O combate à grilagem e a recuperação de áreas públicas irregularmente ocupadas sempre foram preocupações do nosso governo. Por isso, já realizamos diversas ações nesse sentido.

COMBATE A GRILAGEM

O Governo do Distrito Federal tem tomado as medidas necessárias para garantir o ordenamento territorial. O governo optou por enfrentar essa problemática e, ao mesmo tempo que tem coibido a ocupação irregular de novas áreas, tem buscado estratégias de oferta de moradia e regularização nos casos que são possíveis. É preciso esclarecer que a regularização é uma obrigação legal e uma forma de reparar os danos causados. Isso porque o processo de regularização obriga uma série de medidas para minimizar os impactos ambientais e compensar o patrimônio público lesado.

  • Área desobstruída no Distrito Federal:

– 2015: 1.596.865 m²
– 2016: 10.126.167 m²
– 2017: 20.658.856,68 m²

Medidas de combate a grilagem de terras públicas:

– App Agefis Mobile: Todo cidadão que presenciar uma construção irregular sendo erguida pode, pelo celular e em poucos minutos, fazer a denúncia com as informações necessárias, como localização geográfica e fotos do local. Uma vez validada a informação é imediatamente incluída numa operação de pronta resposta.

– Pronta Resposta: Diariamente, quatro equipes estão prontas para realizar operações de combate às novas ocupações, coibindo as irregularidades ainda na origem e evitando o seu crescimento e a sua consolidação.

– Mapa de combate à grilagem: No site da Agefis, ao procurar por um endereço é possível identificar se uma área é regular, em processo de regularização ou ilegal.

– Imagens de satélite: Convênio entre a Agefis e a Terracap contempla o fornecimento de imagens de satélite georreferenciadas a cada 15 dias, com identificação automática de eventuais modificações decorrentes de obras ou parcelamentos irregulares. O convênio também contempla o financiamento para a realização de ações de demolição de prédios ilegais em Vicente Pires.

– Matriz Multicriterial de Impacto Territorial (MARIT): É a matriz que classifica a prioridade das áreas a serem desobstruídas. O principal objetivo é dar classificação Tecnica, dando agilidade aquelas invasões que mais prejudiquem a população do DF, levando em consideração critérios urbanísticos, ambientais, fundiários, de vulnerabilidade social, entre outros.

FIM DA MÁFIA DAS COOPERATIVAS

Houve um grande recadastramento das cooperativas em 2016, quando mais da metade das inscritas foi eliminada da lista. Na mesma época foi lançado um Manual de Credenciamento das Cooperativas, com várias exigências novas. O documento dá todas as orientações às entidades que pretendem estabelecer cooperação com a CODHAB, no que tange ao processo de credenciamento e habilitação. O processo é descrito passo a passo, inclusive com toda a documentação exigida. Apenas as entidades que realizaram o credenciamento conforme descrito no manual, providenciando toda a documentação (várias certidões negativas, inclusive), e foram habilitadas pela Companhia, estarão aptas a atuar como parceiras em futuros projetos habitacionais do Distrito Federal.

 

Atendimento Na Hora DF

Desde 2015, o Governo do Distrito Federal tem promovido a cidadania e atuado nas áreas de trabalho, das mulheres, da igualdade racial e da defesa dos direitos humanos, priorizando entregas e serviços que garantam proteção social para a população. Confira as conquistas nessa área:

  • Mais de 1 milhão de atendimentos no Na Hora em 2018
  • Inauguração da unidade do Na Hora de Brazlândia
  • Reforma do posto do Na Hora da Rodoviária do Plano Piloto
  • Casamento civil para 480 casais de baixa renda
  • Realizou o primeiro casamento homoafetivo
  • 150 a 200 atendimentos mensais do Pró-Vítima (programa que oferece
    assistência psicossocial de apoio e empoderamento das vítimas de violência)
  • Expansão dos núcleos do Pró-vítima em Taguatinga, Planaltina, Estrutural,
    Santa Maria, Sol Nascente e São Sebastião, além da unidade móvel para
    população vulnerável
  • Cerca de 300 vagas em 11 Comunidades Terapêuticas parceiras, que
    acolhem e tratam dependentes químicos em regime de residência, por 3 meses
    a 1 ano
  • Realização do I Fórum Distrital de Enfrentamento às Drogas, com
    participação de mais de mil pessoas
  • Operação para desarticular ações da “máfia das funerárias”
  • Recadastramento dos veículos funerários das empresas permissionárias
  • 17 cursos oferecidos pela Fábrica Social e 4.603 formados
  • 23.675 atendimentos no Núcleo de Atendimento à Família e aos autores de
    violência doméstica
  • Concessão de R$ 24,5 milhões em microcrédito do Prospera para 2.337
    beneficiados
  • Mais de 20 milhões de refeições servidas nos restaurantes comunitários

Na área de meio ambiente, o Governo do Distrito Federal deu saltos civilizatórios e entregou demandas esperadas por mais de 5 décadas, como a desativação do Lixão da Estrutural. Confira esses e outros destaques:

  • Fechamento do Lixão da Estrutural
  • Abertura do primeiro Aterro Sanitário da história de Brasília
  • Construção coletiva para fechamento fechamento do Lixão
  • Bolsa compensação financeira de R$ 360 + cesta básica para 1.200 catadores egressos do Lixão
  • Agende de Cidadania Ambiente
  • Cursos para 166 catadores pela Fábrica Social
  • Capacitação diversa para 700 catadores contratados pela SLU
  • Bolsa Jovem Candango para 49 filhos de catadores, com bolsa de R$ 1.050 por mês
  • Coleta seletiva em 26 RAs
  • 28 contratos para coleta seletiva e triagem de recicláveis com 22 cooperativas
  • 5 galpões alugados para acolher 8 cooperativas de catadores egressos do lixão
  • Inauguração da primeira Instalação de Recuperação Reciclável no P Sul/Ceilândia
  • Trabalho com dignidade em área coberta, esteiras e com equipamentos de proteção individual para 180 catadores egressos do Lixão
  • 67 Papas-Lixo instalados em Areal, na Estrutural, no Sol Nascente e no Por
    do Sol
  • Contratação de mais de 4 mil garis e 1.300 catadores para limpeza urbana

Trevo de triagem norte

Em quase quatro anos de mandato, o governo Rollemberg implementou políticas de mobilidade que garantiram investimentos e melhorias para todos os modais. O Bilhete Único trouxe mais controle e o fim das fraudes, além de mais agilidade e economia para o transporte público. Com coragem e zelo pela coisa pública, foi possível tirar do papel o Trevo de Triagem Norte (TTN) e a ligação do Torto-Colorado, a maior obra viária de toda história do Distrito Federal, desde sua criação. Os avanços não podem parar. Muito ainda será feito!

Confira importantes entregas feitas, desde 2015, para a população do Distrito Federal:

 – Trevo de Triagem Norte: a maior obra viária da Saída Norte – conjunto de 16 obras de arte especiais, entre viadutos e pontes.

– Ligação Torto-Colorado: conjunto de 12 pontes e viadutos.

 

– Bilhete Único:

  • Integração entre ônibus – metrô – BRT
  • Mais Economia: em 3 horas, até 3 viagens em qualquer modal, no mesmo sentido, por uma única tarifa (R$ 5)
  • 33 postos de recarga e 20 postos para aquisição do cartão
  • Possibilidade de realizar recarga pela internet.

 

– Estação de Metrô Guariroba: 1ª da América Latina e 4º metrô do mundo a usar placas solares.

 

– Passe Livre:  – Combate a fraudes possibilitou o bloqueio de 100 mil cartões usados ilegalmente.

 

– Biometria Facial: Implantada em todos os veículos. Na fase de teste, entre maio a outubro/2017, foram bloqueados 2 mil cartões por uso irregular.

 

– Terminais de ônibus: Todos com acessibilidade, paraciclos, lanchonetes e estacionamento.

  • Oito novos:  Riacho Fundo II, Sobradinho II, QNR-Ceilândia, Gama, Recanto das Emas I, Recanto das Emas II, Samambaia Norte e Samambaia Sul
  • Nove reformados:  PSul Ceilândia , Paranoá, Guará I, Guará II, Taguatinga Sul, Cruzeiro Novo, MNorte Taguatinga,  Núcleo Bandeirante, Planaltina

 

– Transporte público

  • Melhorias no sistema: criação de cerca de 70 novas linhas para atender os usuários e readequação de outras 1.700 linhas
  • Entrega de 2 estações do BRT: Vargem Bonita e Ipê
  • Entrega de 9 ônibus movidos a biodiesel B-20 (piso baixo, ar-condicionado, câmbio automático, motor traseiro, carroceria moderna e velocidade controlada para 60 KM/H
  • Renovação das frotas das cooperativas: 131 micro-ônibus
  • Entrega do primeiro ônibus 100% elétrico: reduz emissão CO2 cerca de 46,8 toneladas
  • Colocação de GPS nos ônibus: população sabe o horário de passagem do coletivo na parada mais próxima
  • Metrô: Vagão exclusivo para mulher (em tempo integral) e permissão para levar bicicleta

 

Programa +BIKE

  • Mais de 1 milhão de viagens e cerca de 180 mil pessoas cadastradas
  • 48 pontos de compartilhamento e 480 bicicletas
  • Primeira Estação Família de bicicletas compartilhadas, com modelos para crianças, no Deck Sul.
  • Entregues estações de bicicletas compartilhadas na UnB e na Asa Norte (408/409 e 410/411), onde há grande demanda por esse serviço.

 

Infraestrutura cicloviária entregue desde 2015:

  • Ciclovia na DF-290, em Santa Maria e Gama, na divisa com o Goiás. 8 km
  • Requalificação da Ciclofaixa do Lago Norte – 8 km
  • Ciclovia na Via S3 – 1 km
  • Ciclovia do Parque da Cidade – 10 km
  • Ciclovia da Orla – Lago Sul – 4,4 km
  • Ciclovia do Deck Sul – 1,3 km
  • Ciclofaixas de Águas Claras – 7,5 km
  • Ciclovia Vila Basevi – 1,5 km
  • Ciclofaixa df-035 – 4,15 km
  • Santa Maria 4,3 km
  • VC-533 – 3,7 km
  • Ciclofaixa Sobradinho – 2,9 km

 

Infraestrutura cicloviária em obras:

  • TTN – Trevo de Triagem Norte: 10,4 km
  • Ligação Torto Colorado: 5,7 km
  • EPTG: 25 km
  • Planaltina: 6,5 km
  • Lago Oeste: 12,5 km
  • EPAR: 4,6 km

Hospital da Criança de Brasília José Alencar Hospital da Criança de Brasília José Alencar

A saúde é o principal desafio e uma das grandes prioridades do Governo do Distrito Federal. Para atender as demandas, desde 2015 tem sido feitas melhorias na infraestrutura de hospitais, UBS, além de contratação de novos servidore e redução da burocracia. Nessa gestão, foi construído o Bloco 2 do Hospital da Criança e criado o Instituto Hospital de Base, que trouxeram agilidade e um atendimento de melhor qualidade. Confira outras entregas da área de saúde:

  • Construção do Bloco 2 Hospital da Criança de Brasília
  • Criação do Instituto Hospital de Base
  • Melhorias de infraestruturas em 16 hospitais públicos, seis UPAS e 171 Unidades Básicas de Saúde
  • Aumento no número de leitos
  • Nomeação de 9.322 servidores nomeados até junho de 2018
  • 949 novos Agendes Comunitários em Saúde
  • 66,6% de cobertura no Estratégia de Saúde da Família
  • 540 equipes no Estratégia de Saúde da Família
  • 2,025 milhões de habitantes atendidos no Estratégia de Saúde da Família
  • 47 novas equipes em Ceilândia, cobertura de 176.250 habitantes, abrangendo 100% do Pôr do Sol e do Sol Nascente
  • Aumento da cobertura em saúde bucal, com o total de 247 equipes
  • 16.995.662 consultas médicas/outros profissionais de nível superior de janeiro/2015 a março/2018
  • 8.513.763 consultas de emergências
  • 40.397.149 exames e 1.357.074 cirurgias
  • Reabertura de 107 leitos no Instituto Hospital de Base e aumento de 6 para 11 salas de cirurgia em funcionamento
  • Redução de 74% do tempo de espera na fila para acesso à portaria central
  • Redução da burocracia, do preço e do tempo de compra de remédios
  • Economia média de 10% nas primeiras compras dentro do novo regime jurídico
  • 774 novos profissionais (708 enfermeiros, médicos e técnicos de enfermagem + 66 profissionais das áreas administrativas e de assistência)
  • Zerada fila de mamografia
  • Queda de mais mil para 300 pessoas na fila por radioterapia
  • Inauguração do primeiro ambulatório trans do DF e 102 pacientes atendidos de agosto a dezembro/2017
  • Abertura de Ambulatório de Infectologia no Hospital Regional de Samambaia (HRSam)
  • Abertura do Ambulatório do Recém-Nascido de Risco no  Hospital Regional de Samambaia (HRSam) para crianças com doenças congênitas, como sífilis e toxoplasmose.
  • Criação do Centro de Atendimento Especializado em Diabetes, Obesidade e Hipertensão, na 208 Norte
  • Prática integrativas de saúde em 14 modalidades e 97 unidades básicas de saúde
  • Início do diagnóstico laboratorial por biologia molecular do Papilomavírus Humano (HPV) na rede pública
  • 23 novas ambulâncias para renovar frota do Samu
  • Manutenção de 22 máquinas de hemodiálise
  • Criação do Nota Saúde Legal
  • Construção de UBS em Samambaia, CeilÂndia, Fercal, Asa Sul, Riacho Fundo I, Ceilândia, Planaltina, Paranoá Parque e Brazlândia.
  • Entrega do projeto do Hospital de Especialidades Cirúrgicas e Centro Oncológico de Brasília
  • Reabertura da Pediatria do Hospital Regional de Santa Maria
  • Regularização do estoque de medicamentos
  • Inauguração da Farmácia de Alto Custo do Gama
  • Referência nacional em coleta de leite humano no DF
  • Recertificação ISO 9001 pelo Instituto de Certificação Qualidade Brasil (ICQ) pelo alto padrão de excelência do Hemocentro

 

DECRIN
DELEGACIA ESPECIAL DE REPRESSÃO AOS CRIMES POR DISCRIMINAÇÃO RACIAL, RELIGIOSA OU POR ORIENTAÇÃO SEXUAL OU CONTRA A PESSOA IDOSA OU COM DEFICIÊNCIA

Com as medidas de política de segurança do “Viva Brasília – Nosso Pacto pela Vida” o Governo do Distrito Federal conseguiu reduzir sistematicamente os índices de violência. Desde 2015, tem colocado em prática ações de enfrentamento ao crime com ações de prevenção, participação comunitária e servidores qualificados. Confira os principais avanços nessa área:

  • Menor taxa de homicídios em 29 anos: 16,3 casos a cada 100 mil habitantes
  • 6.ª unidade da federação com menor incidência, segundo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e IPEA (atrás de SP, SC, RR, MG e PI)
  • Entrega de 2 blocos, com 400 vagas, no Centro de Detenção Provisória (CDP)
  • Dois novos blocos na Penitenciária Feminina
  • Reestruturação dos espaços de enfermaria na Penitenciária Feminina e abrigo de gestantes e internas com bebês
  • Inauguração da Central Integrada de Monitoração Eletrônica (CIME)
  • Contratação de serviço de tornozeleiras eletrônicas
  • Criação da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou contra a Pessoa Idosa ou Com Deficiência
  • Inauguração do Centro Integrado de Operações de Brasília para atendimento de 22 órgãos públicos
  • Instalação de mais de 600 câmeras de monitoramento da cidade
  • Implantação da CNH Digital
  • Nomeação de 1.870 servidores
  • Concurso para contratação de novos policiais militares e oficiais
  • Mais agilidade no policiamento do Batalhão de Motopatrulhamento Tático
  • Entrega de 145 viaturas para PMDF
  • Entrega de 3 mil coletes balísticos para policiais militares