40 motivos

_

Uma história de coerência e realizações – Rollemberg começou a vida pública há mais de 30 anos no movimento estudantil na Universidade de Brasília (UnB). É casado, tem três filhos e dois netos. Em 1985 filiou-se ao PSB, seu único partido. Antes de ser governador, foi deputado distrital duas vezes, deputado federal, senador, secretário de Turismo do Distrito Federal e de Inclusão Social do Ministério de Ciência e Tecnologia. Veja 40 motivos para votar em um político com coerência no discurso e na prática!

_

1 -HONESTIDADE E COMBATE À CORRUPÇÃO

O governo de Rollemberg tirou Brasília das páginas policiais ao adotar medidas austeras que garantiram o retorno da legalidade nas contas públicas. Em sua gestão, foi criada a Delegacia de Combate à Corrupção, aos Crimes contra a Administração Pública e à Sonegação Fiscal. Rollemberg fez mais. Saneou a máquina pública e economizou centenas de milhões de reais, com novas licitações. Um governo tolerância zero com a corrupção!

 

2 -TRANSPARÊNCIA E CONTROLE SOCIAL

Comprometido com a ética, Rollemberg priorizou a transparência e o controle social. Lançou na internet o Portal Dados Abertos onde qualquer cidadão e cidadã tem fácil acesso aos gastos governamentais com contratos e obras, salários, conselhos, entre outros. Determinou ainda a divulgação dos salários de 100% dos servidores no Portal da Transparência. Quanto mais gente fiscalizando a gestão, melhor!

 

3 – PAGOU DÍVIDAS E ARRUMOU A CASA

Quando assumiu o governo, Rollemberg encontrou um déficit de R$ 6,5 bilhões nos cofres públicos, valor muito maior do que o declarado oficialmente pela gestão anterior. Com muito trabalho, conseguiu diminuir o rombo drasticamente e equilibrar as contas. Arrumou a casa e fez investimentos indispensáveis para a população. Agora, vai fazer muito mais!

 

4 – CORTOU 4.500 CARGOS COMISSIONADOS, REDUZIU SECRETARIAS E MODERNIZOU A MÁQUINA

Rollemberg cortou mais de 4 mil cargos comissionados, reduziu em 40% o número de secretarias e enxugou a máquina para obedecer ao limite permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O governo dele também modernizou a gestão com capacitação para os servidores e com o Sistema Eletrônico de Informação (SEI), que já economiza cerca de 2,5 milhões por ano só em papel. É mais transparência, economia e agilidade.

 

5 – PRIORIZA OS MAIS NECESSITADOS E FAZ OBRAS NAS ÁREAS MAIS POBRES

Rollemberg priorizou a população que vive em áreas carentes e aplicou mais de R$ 2 bilhões em obras para melhorar a vida dos moradores. No Sol Nascente, pavimentou 256 vias, fez 22.786 ligações de água e 2.778 de esgoto. Em Porto Rico, mais de 95% das obras de drenagem e pavimentação estão concluídas. Já no Buritizinho, estão prontas. E ainda vem muito mais por aí!

 

6 – GOVERNA COM RESPONSABILIDADE. SALÁRIOS DOS SERVIDORES SEMPRE EM DIA.

Rollemberg pagou os salários dos servidores rigorosamente em dia, mesmo com um cenário em que só a folha de pagamento dos servidores comprometia mais de 70% do que o governo arrecada. Sua gestão adotou a mais eficiente política de redução de despesas em curso no Brasil, reconhecida pelo Boletim da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), para equilibrar as contas. Responsabilidade e seriedade concretas, não só no discurso.

 

7 – COMBATE AOS GRILEIROS DE TERRA

De 2015 para cá, Rollemberg desobstruiu 31 milhões de metros quadrados de áreas tomadas ilegalmente. Colocou fim à invasão de áreas públicas e à ocupação desordenada do solo em bairros nobres e da periferia, sem distinções. Ao lado da atuação da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), ele combateu a grilagem de terras com rigor.

 

8 – SUPEROU A CRISE HÍDRICA E GARANTIU O ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Graças ao equilíbrio econômico e financeiro, Rollemberg inaugurou o Subsistema Produtor de Água do Bananal e a captação emergencial do Lago Paranoá, que elevaram a capacidade de captação a 1,4 mil litros por segundo. Além disso, está em curso a obra Corumbá IV, empreendimento da ordem de R$ 540 milhões, que ele entregará para garantir o abastecimento de Brasília e região pelos próximos 30 anos.

 

9 – REESTRUTURA E INOVA A GESTÃO DA SAÚDE COM O INSTITUTO HOSPITAL DE BASE

Rollemberg implantou o Instituto Hospital de Base (IHBDF) e garantiu mais modernidade, transparência e agilidade ao atendimento. A nova estrutura administrativa permitiu a compra de medicamentos com desconto de até 10% num prazo médio de 45 dias – antes, a espera era de até 8 meses. Reabriu 108 leitos na unidade desde janeiro de 2018, ampliando as vagas para atendimento da população. O novo modelo 100% público dobrou o número de cirurgias e zerou filas de mamografia e radioterapia. Também na saúde, nomeou 9.784 profissionais e zerou a fila de radioterapia.

 

10 – FECHOU O SEGUNDO MAIOR LIXÃO DO MUNDO E FEZ O ATERRO SANITÁRIO

Rollemberg fechou o lixão da Estrutural, uma ferida aberta há décadas no coração do país. Ele também inaugurou o Aterro Sanitário, projetado para comportar 8,13 milhões de toneladas de rejeitos e ter vida útil de aproximadamente 13 anos. Seu governo tirou as condições de trabalho insalubres dos catadores, que hoje trabalham em regime de cooperativa e têm acesso à capacitação. É um grande salto civilizatório para todo o Distrito Federal.

 

11 – IMPLANTOU A COLETA SELETIVA COM INCLUSÃO DOS CATADORES

Rollemberg inaugurou um centro de triagem de materiais recicláveis, que permitiu aos catadores fazerem a separação de resíduos em condições de trabalho adequados. É a garantia de dignidade de trabalho e mais renda para os trabalhadores. A gestão dele deu dignidade a 1,5 mil trabalhadores ao oferecer Bolsa Compensação Financeira, Benefício Vulnerabilidade e cestas básicas emergenciais. Desde o final do ano passado, o governo investiu R$ 20.142.882,00 em benefícios. Um verdadeiro salto civilizatório!

 

12 – CONSTRUIU O BLOCO 2 DO HOSPITAL DA CRIANÇA

O bloco II do Hospital da Criança foi entregue com 202 leitos, 38 salas de UTI’s pediátricas e equipamentos modernos que atendem toda a demanda de média e alta complexidade de pediatria do DF. A unidade contribuirá para a ampliação da assistência terciária na pediatria da rede hospitalar de Brasília.

 

13 – PRIORIZA A SAÚDE DOS BEBÊS

A saúde das crianças é uma prioridade para Rollemberg. Sua gestão realizou campanhas de aleitamento materno e lançou o aplicativo Amamenta Brasília, que visa ampliar o fornecimento aos bancos de leite, elevando a marca de abastecimento de 1.350 a 1.500 litros de leite por mês. Ele também aumentou a licença-paternidade para servidores do Distrito Federal de 7 para 30 dias.

 

14 – PROMOVE A FORMAÇÃO E A CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL DOS JOVENS

Mais de 50 mil estudantes foram atendidos pelo programa #BoraVencer, que prepara jovens brasilienses para as provas do Enem e para concursos públicos, além de oferecer cursos profissionalizantes. Por meio dele, cerca de 2.500 alunos entraram em universidades públicas do DF. Rollemberg também investiu no Jovem Candango, programa de estágio para jovens em situação de vulnerabilidade, e já atendeu mais de 3.200 alunos. Para promover a cidadania por meio da capacitação e qualificação profissional de pessoas em situação de vulnerabilidade, impulsionou também a Fábrica Social.

 

15 – MAIS RECURSOS PARA UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE

O Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF) é destinado para a gestão autônoma das escolas, que podem aplicar os recursos em melhorias diversas como manutenção preventiva e corretiva das unidades e aquisição de materiais de consumo. Nós quase triplicamos o investimento em relação a 2014: naquele ano foram R$ 43 milhões e, em 2017, foram R$ 118 milhões. Com infraestrutura adequada, nossas crianças e jovens têm acesso à educação de qualidade!

 

16 – MAIS DE 40 MIL ALUNOS APRENDEM UM NOVO IDIOMA E CRIOU 9 NOVOS CENTROS INTERESCOLARES DE LÍNGUAS (CILs)

Rollemberg inaugurou nove Centros Interescolares de Línguas (CILs) e 11 mil novas vagas foram abertas. Hoje, nos 17 centros espalhados pelo Distrito Federal, 43,3 mil alunos aprendem gratuitamente inglês, italiano, francês, espanhol e alemão, entre outros idiomas. É mais conhecimento e novos horizontes para milhares de estudantes!

 

17 – INCENTIVO ÀS STARTUPS E PESQUISAS

Rollemberg se dedicou a criar no DF um ambiente de empreendedorismo e inovação, com incentivo às startups. E conseguiu. O governo dele sancionou lei que permitiu ao Fundo de Apoio à Pesquisa (FAP-DF) investir diretamente nessas plataformas. Nossa cidade foi sede do 20° Congresso Mundial de Tecnologia da Informação (WCIT), primeiro realizado na América do Sul. Ele autorizou, ainda, o edital da segunda edição do Startups Brasília, seleção pública que dá apoio financeiro ao desenvolvimento de produtos e processos inovadores. Cada startup selecionada recebeu até R$150 mil para investir e alavancar suas atividades. Ações que elevaram Brasília a polo de ciência e tecnologia!

 

18 – TRABALHA PELO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E REALIZOU O FÓRUM MUNDIAL DA ÁGUA

Em 2018, Rollemberg realizou o 8º Fórum Mundial da Água, sediado na América Latina pela primeira vez na história. Mais de 100 mil pessoas de 172 países e cerca de 50 mil crianças e jovens do Distrito Federal passaram pela Vila Cidadã. Durante o evento, buscou-se estabelecer compromissos políticos relacionados à água, como o uso racional e a conservação do recurso para todos. Além disso, Rollemberg aderiu à Agenda 2030 da ONU composta pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com 17 objetivos e 169 metas para países desenvolvidos e em desenvolvimento.

 

19 – FOMENTA A CIÊNCIA, A TECNOLOGIA, A INOVAÇÃO E O EMPREENDEDORISMO

Rollemberg inaugurou o Parque Tecnológico (Biotic) com capacidade para concentrar pelo menos 1,2 mil empresas e startups dos ramos da tecnologia da informação, da comunicação e da biotecnologia, num ecossistema de inovação capaz de criar mais de 25 mil empregos diretos. O governo também recebeu, pela primeira vez, a Campus Party, um dos maiores encontros de tecnologia e inovação do mundo. Quase cinco mil “campuseiros” acampados e disputando “hackatons”, sob os olhares curiosos de mais de 70 mil visitantes de todo o Brasil.

 

20 – TEM UMA POLÍCIA CIDADÃ

Rollemberg instituiu o programa Pacto pela Vida baseado na prevenção, inteligência, combate ao crime e cultura de paz. Com isso, criou políticas sociais voltadas para a juventude e políticas de qualificação profissional. Empossou novos dirigentes – escolhidos por votação popular – para os Conselhos Comunitários de Segurança do Distrito Federal e trabalhou para diminuir a violência.

 

21 – FACILITOU A VIDA DO CIDADÃO COM O BILHETE ÚNICO

Rollemberg implantou o Bilhete Único, que permite ao passageiro utilizar três ônibus – ou dois ônibus e o metrô – em um período de três horas, pagando uma única passagem. A mudança deu mais segurança e agilidade aos usuários do transporte público, mas, principalmente, a possibilidade de gastar menos com transporte. E, não menos importante, conseguiu dar fim a fraudes.

 

22 – TRABALHA POR MAIS MOBILIDADE E PELO FIM DOS CONGESTIONAMENTOS

Até o fim de 2018, Rollemberg entregará o Trevo da Triagem Norte e a ligação do Torto – Colorado, a maior obra viária da história de Brasília, desde Juscelino Kubitscheck. São 28 pontes e viadutos, um verdadeiro complexo de obras de arte para beneficiar mais de 800 mil pessoas. O governo dele fez mais. Cerca de 30% dos usuários do sistema de transportes coletivo da cidade não pagam passagem de ônibus. É o maior nível de gratuidade do Brasil.

 

23 – BIKE PARA TODO LADO, PARA TODO LUGAR

Rollemberg lançou o Plano de Ciclomobilidade, o +Bike, com ampliação de ciclovias, oferta de 450 bicicletas distribuídas em 45 estações, instalação de bicicletários nos terminais de ônibus e novo sistema de compartilhamento de bicicletas. Apenas neste ano, Brasília receberá mais de 60km de ciclovias no Trevo de Triagem Norte/Ligação Torto Colorado, encerrando 2018 com 525 km de malha cicloviária.

 

24 – REVITALIZOU E INAUGUROU NOVOS EQUIPAMENTOS CULTURAIS

Ao concentrar recursos para manutenção e reformas, Rollemberg recuperou o Espaço Renato Russo e o Centro de Dança. Ele inaugurou três Centro de Artes e Esportes Unificados – CEU, espaços que agregam cultura, esportes, lazer, serviços sociais e ações de prevenção à violência. Sua gestão está recuperando o Museu de Arte de Brasília e construiu os Complexos Culturais de Planaltina e Samambaia. Atenção e pleno respeito à cultura do Distrito Federal.

25 – FAZ A MELHOR POLÍTICA CULTURAL DO PAÍS

Rollemberg fez o maior investimento do Fundo de Apoio à Cultura (FAC). Foram R$ 44 milhões, contemplando diversas regiões administrativas, tais como: Gama, Candangolândia e Fercal. Já são três anos de FAC regionalizado, levando cultura para todos os cantos do “quadradinho”. A Lei Orgânica da Cultura (LOC) de 2018, aprovada por Rollemberg, desburocratizou o incentivo à produção cultural.

 

26 – ENTREGOU MAIS DE 63 MIL ESCRITURAS

Rollemberg trabalha por um Distrito Federal com segurança jurídica. Por isso, entregou mais de 63 mil escrituras, mais do que todos os governos anteriores juntos. A gestão dele regularizou 139 templos religiosos e entidades de assistência social e realizou a venda direta de 8 condomínios, garantindo segurança jurídica a centenas de famílias. Ele fez o que muitos governos prometeram e não fizeram, com ações que movimentaram a economia local e avançaram com um DF legal.

27 – CIDADE MAIS PLANEJADA, COM CREDIBILIDADE E NOVOS INVESTIMENTOS

Rollemberg enviou para a Câmara Legislativa do Distrito Federal a proposta de Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos). O texto cria regras claras de uso e ocupação para os lotes urbanos e contribui com o ordenamento jurídico e a política urbana.

 

28 – VALORIZA O DIÁLOGO, A PARTICIPAÇÃO SOCIAL E PROMOVE A CIDADANIA

Mais de 17 mil cidadãos se cadastraram no Portal do Voluntariado e realizaram quase 647 mil horas de trabalho. Rollemberg lançou essa plataforma digital que conecta pessoas com oportunidades de serviços voluntários, carro-chefe do programa Brasília Cidadã, que fomenta a integração de políticas públicas, ações voluntárias e mecanismos de participação. Também realizou no governo rodas de conversa com os moradores das regiões administrativas e consultas públicas onlines e presenciais sobre diversos temas para dialogar e ouvir as demandas da população. É a garantia de participação social!

 

29 – ELE É POR ELAS, EM DEFESA DA MULHER

Com apoio irrestrito do governador, foi criado, no âmbito da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Paz Social, o Núcleo de Enfrentamento ao Feminicídio (NEF). Rollemberg lançou também o aplicativo Viva Flor, plataforma para celulares por meio da qual mulheres em medida protetiva podem acionar as forças de segurança em caso de ameaça.

30 – PROMOVE O RESPEITO PELA DIVERSIDADE

Rollemberg regulamentou a Lei de Combate à Homofobia, inaugurou o primeiro Ambulatório Trans do Distrito Federal e assinou decreto que reconhece a identidade de gênero de travestis, transexuais e transgêneros em todos os órgãos da administração pública local. Ele também criou a Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência. Isso sim é uma gestão compromissada com a igualdade racial, a liberdade religiosa e a proteção dos mais vulneráveis.

 

31 – CUMPRIU A LEI DA RESPONSABILIDADE FISCAL E CONTRATOU MAIS DE 15 MIL NOVOS SERVIDORES

Com seriedade e transparência, Rollemberg conseguiu reduzir o déficit de 6,5 bilhões que encontrou no governo para menos de 1 bilhão. Com as contas em dia e fora do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, seu governo contratou mais de 15 mil novos servidores em diversas áreas, prioritariamente para suprir quadros na saúde, segurança e educação.

 

32 – 17 NOVOS TERMINAIS DE ÔNIBUS E MAIS MOBILIDADE

O primeiro Programa de Mobilidade do Distrito Federal, o Circula Brasília, entregou 17 terminais rodoviários novos e reformados. Estão em curso as licitações para a expansão da linha do metrô em Samambaia e a modernização da companhia. Foram conseguidos, graças aos esforços de atual governo, R$ 289,2 milhões para a realização dessa obra que se iniciará ainda este ano. Rollemberg entregará, até o fim do mandato, três novas estações: a da Estrada Parque, em Taguatinga, da 106 Sul e da 110 Sul.

 

33 – INTERNACIONALIZA A CAPITAL CIDADE DO DESIGN

Brasília passou a integrar o grupo Rede de Cidades Criativas/Unesco – categoria design justamente em 2017, ano em que a cidade comemorou 30 anos do reconhecimento como Patrimônio Cultural da Humanidade. Traços e belezas da nossa cidade reconhecidos pelo mundo a fora!

 

34 – CIDADE LIMPA E SEM DENGUE

Rollemberg criou o programa Cidades Limpas, que foi realizado em todas as 31 regiões administrativas. Mais de 4 mil trabalhadores conseguiram reduzir cerca de 70% nos casos de dengue, recolheram mais de 85 toneladas de entulho e desobstruíram quase 3 mil bocas de lobo.

 

35 – ILUMINOU BRASÍLIA COM MAIS DE 8 MIL LÂMPADAS DE LED

Para economizar e dar mais segurança para a população, Rollemberg realizou 100% das substituições previstas no programa Ilumina Mais Brasília. Trocou 8.432 lâmpadas antigas por lâmpadas de LED nas principais vias do Distrito Federal, como nos Eixos Rodoviários Norte e Sul, no Sol Nascente Trecho 2, no Pistão Sul e Norte, na Avenida Hélio Prates, na Independência, em Planaltina e outros locais.

 

36 – MENOR NÚMERO DE HOMICÍDIOS EM ANOS E REDUÇÃO DA CRIMINALIDADE

O índice de homicídios do Distrito Federal foi o menor em 30 anos: 16,3 mortes por grupo de 100 mil habitantes. A queda acumulada foi de expressivo 38%. Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Brasília teve também a maior redução do número de assassinatos nos últimos 3 anos do Brasil e os roubos em comércio caíram 23% em relação ao ano anterior.

 

37 – REALIZOU O SONHO DA ORLA LIVRE. O LAGO É NOSSA PRAIA.

Mais um salto civilizatório, Rollemberg desobstruiu mais de 1,6 milhão de metros quadrados de áreas indevidamente ocupadas na Orla do Lago Paranoá. Também construiu calçadões, ciclovias, interligou parques, iluminou e democratizou o acesso a orla, que hoje pode ser usufruída por todos. Ele enfrentou interesses de poderosos em benefício de toda a população que merece usufruir da praia do Cerrado.

 

38 – TRABALHA PELO DESENVOLVIMENTO DA CIDADE E A GERAÇÃO DE EMPREGOS

Enquanto todo o país demitia, no Distrito Federal mais de 45 mil pessoas saíram do desemprego somente em 2017. É a seriedade de Rollemberg em governar pensando em todos. Mesmo em cenários de crise, o jeito arrojado e corajoso de Rollemberg ao governar possibilitou aquecimento na economia local e carteira assinada para milhares de pessoas.

 

39 – BRASÍLIA PARA SEMPRE

Rollemberg conseguiu a aprovação, pelo Senado, de empréstimo de US$ 100 milhões para o programa Brasília Sustentável II, que contemplará obras e melhorias na gestão de recursos hídricos, resíduos sólidos e urbanização.

 

40 – NOMEOU NOVOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO E AUMENTOU O ACESSO À ESCOLA PARA CRIANÇAS

O governo de Rollemberg criou 16 mil novas vagas de educação infantil e construiu 27 novas creches. Ele também universalizou o acesso à escola para crianças de 4 e 5 anos e abriu 6 mil novas vagas para crianças de 0 a 3 anos. Ainda lançou o Criança Candanga, programa que prioriza políticas voltadas para a infância e adolescência. Dois mil, quinhentos e oitenta novos profissionais para a Educação foram nomeados, dos quais 2.192 são professores para atuar em sala de aula.